Jair Bolsonaro tem a pior avaliação entre presidentes de primeiro mandato

Jair Bolsonaro (PSL) registra a pior avaliação após três meses de governo entre os presidentes eleitos para um primeiro mandato desde a redemocratização de 1985.

De acordo com o Datafolha, o governo Bolsonaro foi considerado ruim ou péssimo para 30% dos brasileiros. Já 33% o avaliariam como regular e 32% como ótimo ou bom. 4% disseram não saber ou não responderam.

Essa é a pior avaliação para um presidente da República no início de primeiro mandato desde 1990. Fernando Collor (então no PRN) tinha 19% de reprovação após três meses, contra 16% de FHC (PSDB), 10% de Lula (PT) e 7% de Dilma (PT).

A pesquisa Datafolha ouviu 2.086 pessoas com mais de 16 anos, em 130 municípios, nos dias 2 e 3 abril. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

A rápida queda na popularidade de Bolsonaro vem após um início de governo muito turbulento. O presidente se envolveu em diversas polêmicas, como a defesa de que não houve um golpe militar em 1964, teve ministros envolvidos em denúncias de corrupção e enviou ao Congresso Nacional uma reforma da Previdência que ataca duramente o direito à aposentadoria dos trabalhadores brasileiros.

Para o presidente da Admap, Lauro da Silva, é preciso aproveitar o prematuro desgaste do governo para fortalecer a luta em defesa da Previdência Social. “A população já está se dando conta da fria que foi eleger Bolsonaro. Precisamos tomar cada vez mais as ruas para confrontar esse governo e sua reforma da Previdência cruel”, afirmou Lauro.