Vergonha: salário mínimo tem menor reajuste em 24 anos

O novo salário mínimo começou a valer a partir do dia 1º de janeiro. Agora, o piso nacional será de R$ 954. O reajuste, de apenas R$ 17, é o menor em 24 anos. O novo valor é inferior ao estimado anteriormente pelo governo, que era R$ 965.

Cerca de 45 milhões de pessoas no Brasil recebem o salário mínimo, entre aposentados e pensionistas, cujos benefícios são, ao menos em parte, pagos pelo governo federal.

Não é segredo para ninguém que o salário mínimo brasileiro está muito longe de suprir as necessidades do trabalhador.

De acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o valor do “salário mínimo necessário” foi de R$ 3.731,39 em novembro do ano passado (último dado disponível).

O estudo leva em conta os gastos de uma família de quatro pessoas com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência.

A metodologia para fazer este cálculo leva em conta justamente o que está na Constituição Federal de 1988, no capítulo dos Direitos Sociais: o salário mínimo deve cobrir as necessidades vitais básicas do trabalhador e de sua família.

“Não faltou dinheiro para comprar votos para salvar Temer das denúncias de corrupção, mas esse governo não se envergonha de conceder o pior reajuste ao salário mínimo em mais de duas décadas. É um escândalo”, afirmou o presidente da Admap, Lauro da Silva.

Com informações da Agência Brasil